A lombalgia, popularmente conhecida como dor nas costas, é uma doença extremamente comum. Acredita-se que cerca de 80% das pessoas terão ao menos um episódio de dor nas costas durante a vida. Nos Estados Unidos, anualmente, cerca de 5% de todos os adultos procuram atendimento médico devido à lombalgia. Além do grande impacto que esta doença tem na qualidade de vida das pessoas há também o importante impacto sócio-econômico da lombalgia, uma vez que é uma das principais causas, se não a principal, de absenteísmo no trabalho. Algumas questões básicas sobre esta doença serão comentadas a seguir: O que é lombalgia? Lombalgia é a dor na porção inferior das costas, que corresponde ao segmento lombar da coluna vertebral, e também é chamada por muitos de lumbago. Em alguns casos essa dor pode irradiar-se para uma das pernas quando, então, é chamada de lombociatalgia, popularmente conhecida como “dor no ciático”. O que causa a lombalgia? A dor nas costas pode ser causada por problemas na musculatura paravertebral, nas facetas articulares (que são articulações situadas na porção posterior da coluna) ou no disco intervertebral (situado na porção anterior da coluna). A lombociatalgia geralmente é causada por uma hérnia do disco intervertebral. Nesses casos há uma compressão do nervo pela hérnia, o que causa a irradiação da dor para a perna. Existem fatores que precipitam ou agravam a degeneração da coluna vertebral e, consequentemente, estão envolvidos na gênese da lombalgia como: problemas de postura, obesidade, trabalho braçal, traumatismos, dentre outros.

A Dor nas Costas pode ter várias causas!

Quais são as alternativas de tratamento? O tratamento clínico da lombalgia envolve o uso de medicações, como analgésicos e antiinflamatórios, e fisioterapia analgésica. O tratamento de reabilitação é importantíssimo para prevenir novos quadros de dor. Nele é realizado um trabalho multidisciplinar que envolve orientação individualizada, programa de reeducação postural, fortalecimento muscular, hidroterapia, acupuntura, acompanhamento psicológico (principalmente nos casos de dor crônica) e readaptação profissional, dependendo da necessidade de cada caso. Em alguns casos pode ser necessária a realização do tratamento cirúrgico. Quando a cirurgia é necessária? Na verdade a maioria dos pacientes com lombalgia, ou lombociatalgia, melhora da dor com o tratamento clínico. O tratamento cirúrgico só é realizado nos casos em que o tratamento clínico não obteve sucesso, ou quando o paciente apresenta sinais de comprometimento da função neurológica. De qualquer forma, a cirurgia é necessária na minoria dos casos.

A cirurgia é necessária na minoria dos casos!

Como é o pós-operatório? Existem diversos tipos de cirurgia e, obviamente, o pós-operatório depende muito do porte da cirurgia e das condições clínicas do paciente. Atualmente, com o desenvolvimento das técnicas cirúrgicas minimamente invasivas, o pós-operatório tende a ser menos doloroso e a recuperação ocorre em um período de tempo menor. O resultado das cirurgias costuma ser muito bom desde que elas sejam bem indicadas e realizadas por um profissional habilitado e experiente. Como prevenir dor nas costas? O ideal é que as pessoas evitem o sedentarismo, a obesidade e, principalmente, estejam cientes dos riscos de problemas na coluna relacionados com a sua atividade profissional. Quando procurar um médico? Todas as pessoas com dor nas costas, que sentem que esta dor está prejudicando a sua qualidade de vida, devem procurar um médico especialista em coluna vertebral. Todos têm o direito a uma vida plena, feliz e sem dor. (Artigo do Dr. Sergio Amaral, também publicado no site Doutíssima)